Blog

O que são cobranças judiciais?

O mundo da advocacia e do direito tem uma série de conceitos importantes que nem sempre são explicados ao público em geral.

O mundo da advocacia e do direito tem uma série de conceitos importantes que nem sempre são explicados ao público em geral. Mas é importante que sejam, porque qualquer pessoa pode estar envolvida em um processo, seja no aspecto profissional, particular etc.

Por exemplo: você sabe o que são cobranças judiciais? Este é um tema importante, pois pode afetar qualquer um que tenha pendências, como dívidas. A seguir, falaremos um pouco mais sobre o assunto.

Cobranças judiciais

O conceito básico de cobrança judicial pode ser explicado como a ação de um credor, que pode entrar com uma representação na Justiça para cobrar os valores que tem direito a receber de determinado devedor, obrigando-o a cumprir os compromissos assumidos e não respeitados de forma amigável.

Dentro desta ideia, há formas diferentes de se iniciar o processo de cobrança judicial, cabendo ao interessado em levar o caso à Justiça e escolher o formato mais adequado para que haja solução. Por isso, é fundamental ter um advogado que tenha um grande conhecimento ao lado, para que a decisão tomada gere a solução mais rápida e mais adequada. Por exemplo: é possível entrar com a chamada ação monitória.

Se o credor tem documentação suficiente para provar a dívida e a falta de pagamento, este é um tipo de processo mais simplificado, que via de regra não exige muitas audiências, conciliação, etc. Há também a ação de execução de título extrajudicial. Neste caso, o processo corre de forma que o devedor receberá uma intimação para honrar os compromissos necessários e, caso contrário, é possível que aconteça uma ação de bloqueio dos bens. Por fim, ainda é possível citar a ação de procedimento comum.

Diferentemente da ação monitória, este tipo é mais indicado quando não há documentação tão vasta para comprovar o tamanho da dívida. Com isso, o processo é mais longo e exige maior número de revisões por parte da Justiça.

Questões relacionadas à cobrança judicial

Embora seja uma forma de receber e fazer valer seu direito, a cobrança judicial é, geralmente, o último cartucho de um credor. Isso porque gera os custos e o desgaste de abrir um processo e levá-lo adiante. Por isso, muitas vezes é preferível o diálogo inicial para a tentativa de um acordo extrajudicial e amigável.

Além de evitar o estresse de uma ação na Justiça, expõe menos o outro lado, o que é importante, principalmente quando se trata de parcerias comerciais. Porém, como em alguns casos não há solução, é preciso que todos conheçam o conceito e as possibilidades trazidas pela cobrança judicial. Assim, fica mais fácil garantir que o que foi acordado seja cumprido.

Lembrando sempre que o ideal é contar com a assessoria e o trabalho de um escritório de advocacia competente, para que toda a situação seja analisada e os passos sejam dados na direção correta. Sendo assim, se você se encaixa em qualquer uma dessas situações e tem um crédito a receber, agora que você já terminou sua leitura e entendeu melhor o que são cobranças judiciais, não perca tempo e procure um escritório de advocacia que seja especializado nesta matéria para lhe auxiliar.

FONTE: https://www.mundoadvogados.com.br/artigos/o-que-sao-cobrancas-judiciais

construtora

Comentar

Clique aqui para postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *